Origem do café

O café hoje é considerado uma das bebidas mais consumidas entre os brasileiros, mas se engana quem pensa que este produto é de origem nacional.
Na verdade, o café é de origem africana, mais precisamente das terras altas da Etiópia. Foram os árabes, que após a expansão do Império Muçulmano difundiram a bebida e passaram a comercializar o produto no Oriente e Ocidente.


Chegou ao Brasil no século XVIII, sendo introduzido na economia do país no século seguinte, substituindo a economia da mineração.
A história do café no Brasil se confunde com a história da nossa política e economia. Logo após o fim da Monarquia e da República da Espada, iniciou –se a chamada “República Café-com-leite”, quando os fazendeiros produtores/exportadores  de café (representantes de SP) e leite (representantes de MG) determinavam, através de acordos e trocas políticas,  os resultados das eleições. Ironicamente, foi a crise da economia cafeeira, no fim da década de 1920, uma das causadoras do término da República dos Fazendeiros: a quebra de bolsa de Nova Iorque de 1929 afetou diretamente a produção e exportação do café no Brasil, já que grande parte do café aqui produzido era vendido para os EUA, que em crise financeira deixaram de comprar o nosso café. Logo, sem ter para quem vender, os produtores de café viram os preços das sacas caírem a tal ponto que muitos chegaram a queimar toda a sua produção para tentar subir o preço do produto no mercado, o que não solucionou o problema. Consequentemente, a supremacia política dos fazendeiros, balançada pela crise de 1929, foi definitivamente derrubada pelos golpistas de 1930, que instalaram a chamada Era Vargas.
Atualmente, o café faz parte da economia do nosso país, sendo exportado para países americanos e europeus. Já não é mais carro-chefe das nossas exportações, mas ainda contribui com uma considerável fatia da nossa economia.
Em relação à gastronomia, o café é utilizado como bebida e também incorporado como ingrediente em diversas preparações gastronômicas, como em massas, molhos, pães e doces.

Desde a colonização do Brasil até a sua formação enquanto República, diversas economias foram exploradas e sociedades estruturadas. Responda a nossa enquete:

[polldaddy poll=4419145]

Café

ARVE Error: id and provider shortcodes attributes are mandatory for old shortcodes. It is recommended to switch to new shortcodes that need only url

 Visite o site “O gastrônomo” e confira os eventos“festival de pizzas”,“massas”“risotos”“oriental” e “mexicano”.
“O gastrônomo” também oferece cursos de “pizzas”, “massas” e “risotos”. Além disso, “O gastrônomo” personalité; com o petit comité, que consiste em eventos para pequenos grupos, como “almoços” e “jantares” sociais ou de negócios, confira tudo isso com o Chef Moisés Costa Apoio: foodbrasil.net

Trackbacks & Pingbacks

  1. Pau-a-pique | disse:

    […] O doce pau-a-pique, que é feito à base de fubá, teve inspiração em uma técnica construtiva antiga de mesmo nome, que consiste no entrelaçamento de madeiras verticais fixadas no solo, com vigas horizontais, geralmente de bambu amarradas entre si porcipós, dando origem a um grande painel perfurado que, após ter os vãos preenchidos com barro, transformava-se em parede. Podia receber acabamento alisado ou não, permanecendo rústica, ou ainda receber pintura de caiação. Os alunos do 7º ano Amarelo elaboraram este delicioso prato que foi apreciado por todos, acompanhado de um café gostoso! Para conhecer a origem do café, clique aqui! […]